Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Cordeiro Bragançano DOP

Cordeiro Bragançano

Descrição: Entende-se por Cordeiro Bragançano DOP a carne de ovinos da raça Churra Galega Bragançana abatidos com três a quatro meses de idade, nascidos e criados num sistema de exploração extensivo tradicional. Trata‑se de uma carne muito tenra, particularmente suculenta, macia, e com uma gordura consistente e não exsudativa. O peso médio da carcaça estimado será entre 10 a 12 kg.

Borrego da Beira IGP

Borrego da Beira IGP

Descrição: O Borrego da Beira IGP é um borrego pequeno, resultante de um sistema de exploração das raças ovinas Churra do campo, Churra Mondegueira e Merino da Beira Baixa e seus cruzamentos.

Borrego do Baixo Alentejo IGP

Borrego do Baixo Alentejo IGP

Descrição: O Borrego do Baixo Alentejo IGP provém do cruzamento das raças Campaniça e Merino Branco com outras raças não autóctones.

Borrego de Montemor-o-Novo IGP

Borrego de Montemor-o-Novo IGP

Descrição: O Borrego de Montemor-o-Novo IGP consiste na carcaça/carne proveniente de borregos de raça Merino Branco, produzidos numa região com características pascicolas particulares existente em torno de Montemor-o-Novo, mediante o método de produção tradicional desta região.

Borrego do Nordeste Alentejano IGP

Borrego do Nordeste Alentejano IGP

Descrição: A carne de Borrego do Nordeste Alentejano IGP provém de borregos filhos de ovelhas da raça Merino Branco, quer em linha pura quer cruzadas com raças melhoradoras. Trata-se de uma carne tenra e suculenta, com uma textura suave e com alguma gordura intramuscular, o que lhe confere um sabor característico e intenso. Comercialmente, o Borrego do Nordeste Alentejano IGP pode apresentar-se inteiro, desmanchado ou fatiado. Só podem beneficiar desta indicação geográfica os borregos nascidos, criados e abatidos no interior da sua área geográfica delimitada.